Blog

Como sacar o FGTS na compra de imóvel?

Se você que é trabalhador de carteira assinada e quer sair do aluguel, uma alternativa para realizar o sonho da casa própria é usar o FGTS no financiamento imobiliário.

Porém, uma das principais dúvidas é: como sacar o FGTS para comprar um imóvel? Então, para tirar essa e demais dúvidas sobre como utilizar o FGTS no financiamento imobiliário, confira todos os detalhes neste artigo.

Como sacar o FGTS na compra de imóvel?


A princípio, para sacar o FGTS na compra de um imóvel, você deve informar ao banco que pediu o financiamento o uso do saldo do Fundo de Garantia na operação. Então, se o financiamento for aprovado, na hora do pagamento do imóvel, o próprio banco será responsável por sacar o valor do FGTS e repassar ao vendedor da propriedade.

Antes de tudo, todo trabalhador com carteira assinada que quer sacar o FGTS tem o direito de usar o saldo para a compra da casa própria. Porém, é preciso ter pelo menos três anos de carteira assinada sob o regime CLT. Um ponto importante é que não precisa ser três anos consecutivos e também pode ser em empresas diferentes.

Além disso, a pessoa que pedir o financiamento com o FGTS não pode ter outro financiamento ativo no SFH (Sistema Financeiro de Habitação) e também não pode ser dono de outro imóvel residencial na cidade onde mora ou trabalha.

Quanto tempo leva para sacar o FGTS na compra do imóvel?

De modo geral, se você solicitar o saque do saldo do seu FGTS na compra da sua casa própria, normalmente, o prazo médio para liberação é de 30 a 40 dias. Logo, o banco que você está fazendo o financiamento vai depositar o valor total do FGTS diretamente na conta do vendedor do imóvel. Isso quer dizer que, você não terá acesso ao valor em mãos, porque é uma operação feita entre o banco que está financiando sua casa própria e o vendedor da propriedade.

Quais são os documentos para sacar o FGTS para comprar um imóvel?

De início, a lista de documentos para sacar o FGTS na compra de imóvel é essencial para a liberação do saldo. A seguir, confira a documentação para o saque do FGTS na compra de imóvel:

Carteira de trabalho – para comprovar o tempo de serviço sob o regime do FGTS;
Comprovante de residência atual;
Extrato da conta vinculado ao Fundo de Garantia;
Certidão de casamento ou de nascimento;
Carteira de identidade (RG);
CPF;
IPTU da casa ou do apartamento que será comprado.

Contudo, se você for um trabalhador autônomo e tem saldo do FGTS, é possível usá-lo para financiar sua casa própria. Para isso, depois de separar toda a documentação acima, é preciso providenciar uma declaração junto à empresa que você trabalhou no regime CLT ou do sindicato em questão. Por fim, tire uma cópia de todos os documentos relacionados acima e organize junto aos documentos do financiamento.

Antes de mais nada, o que muitas pessoas não sabem é que o FGTS é um recurso muito utilizado pelos trabalhadores com carteira assinada e que querem comprar um imóvel.

No entanto, para usar o FGTS no financiamento de uma casa ou apartamento, é preciso seguir algumas regras que o Fundo de Garantia estabeleceu para o trabalhador e para o imóvel que será comprado. Na sequência, confira quais são os requisitos para usar o FGTS na compra de imóvel.

Pré-requisitos para o comprador usar o FGTS na compra do imóvel
De início, para comprar um imóvel com saldo do FGTS, você precisa atender as seguintes condições estabelecidas pelo fundo. Confira:

Ser brasileiro ou naturalizado;
Possuir mínimo de 3 anos de carteira assinada (não precisa ser anos consecutivos e pode ser qualquer empresa);
Não ter nenhum imóvel em seu nome na mesma região da propriedade que será financiada;
Ter uma renda mensal suficiente para que as parcelas do financiamento não ultrapassem 30% do seu salário;
Não pode ter nenhuma pendência em instituições como SPC e SERASA;
Não possuir nenhum outro financiamento pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em andamento.
Da mesma forma que você tem requisito para poder utilizar o FGTS no financiamento imobiliário, o imóvel também deve cumprir algumas exigências estabelecidas pelo Fundo de Garantia. A seguir, confira as condições.

Pré-requisitos para o imóvel ser financiado com o saldo do FGTS
Geralmente, em relação ao imóvel que será financiado com o saldo do FGTS, é importante destacar que a propriedade deve ser para moradia do trabalhador e não para aluguel. Além disso, confira as demais regras do Fundo de Garantia relacionadas ao imóvel:

A moradia deve ser urbana;
O imóvel não pode ter pendências na matricula por dividas do vendedor;
A propriedade deve custar até R$ 1,5 milhão;
O atual dono do imóvel não deve ter dívidas ou nome inscrito no cadastro de órgãos de proteção ao crédito (Serasa e SPC);
O imóvel não pode ter sido comprado com o uso do FGTS nos últimos três anos.
Todavia, essas informações não costumam sofrer tantas atualizações, mas é importante estar atendo às novas regras que podem surgir.

Quais os tipos de financiamento que posso usar para sacar o FGTS na compra de imóvel?


Inicialmente, o saldo do FGTS pode ser usado apenas no financiamento de imóveis do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Isso porque, o SFH usa os recursos da poupança e do próprio FGTS para facilitar o financiamento da casa própria ou a construção de casas. Além do mais, esse tipo de financiamento financia imóveis de até R$ 1,5 milhão com juros limitados até 12% ao ano.

Aliás, o SFH é direcionado para pessoas de baixa renda e usado no programa habitacional Casa Verde e Amarela. Isso quer dizer que, se você quiser financiar sua casa própria através do Casa Verde e Amarela, é possível utilizar o saldo do FGTS na compra do imóvel. Vale lembrar também que você pode aproveitar os demais benefícios do programa, como o subsídio habitacional e as menores taxas de juros do mercado.

Contudo, já o SFI (Sistema Financeiro Imobiliário) não segue as mesmas regras do SFH. Porque, os recursos desse tipo de financiamento são de grandes instituições e investidores, como bancos e instituições financeiras. Isso quer dizer que, os juros do financiamento SFI são mais altos do que do SFH. Então, o SFI é muito utilizado para imóveis de alto valor e padrão, acima de R$ 1,5 milhão.

 Entretanto, se você ainda tem alguma dúvida de como usar o FGTS na compra da casa própria, confira a seguir o passo a passo resumido de como utilizar o saldo do FGTS no financiamento imobiliário.

Verifique se você e o imóvel atendem aos requisitos do Fundo de Garantia
Como foi dito anteriormente, você e o imóvel precisam atender as condições do Fundo de Garantia para que seja liberado o saldo para o financiamento da propriedade.

Neste caso, você precisa ter três anos de trabalho com carteira assinada e não ter nenhum imóvel na região que mora ou trabalha, entre outras condições. Já o imóvel, não pode ter sido comprado com os recursos do FGTS nos últimos três anos, além de outros requisitos. Além disso, é preciso usar o financiamentos SFH (Sistema Financeiro de Habitação) para financiar o imóvel.

Aprovação de crédito

Antes de mais nada, você precisa procurar o gerente do banco, a construtora ou um corretor de imóveis para providenciar uma pré-aprovação do financiamento imobiliário.

Você pode pedir uma avaliação de crédito para nosso time de atendimento, Ligue para nós(17) 3325-4848.

Endereço

Escritório: Av. Três, 2607 - América, Barretos - SP, 14783-094

Contato

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Tel: (17) 3325-4848